Digital Spy: em defesa de Avril Lavigne, a rainha do pop que desapareceu

30 maio Digital Spy: em defesa de Avril Lavigne, a rainha do pop que desapareceu

Em um artigo publicado na última semana, o site britânico Digital Spy – que recentemente elegeu o Let Go como terceiro melhor álbum do século 21 – veio em defesa de Avril Lavigne e listou algumas injustiças pelas quais a canadense sofreu no decorrer de sua carreira. Leia a tradução abaixo:

Avril Lavigne é uma das cantoras mais bem sucedidas do século 21, vendendo mais de 30 milhões de álbuns em todo o mundo desde sua primeira aparição em suas roupas punk aos 17 anos.
No entanto, se você diz que é um fã de Avril para a maioria das pessoas, você provavelmente vai ser tido como ridículo, como se você tivesse dito que era fã do Crazy Frog. Mas por que isso? Vamos percorrer as principais razões para as pessoas não gostarem da princesa pop canadense e desmascarar cada uma:
1. “Ela não é talentosa e não canta”

 

Tudo bem, Avril pode não ter a voz mais angelical, mas ainda é ótima para o seu estilo. Se você assistir a qualquer um de seus vídeos ao vivo (especialmente o vídeo acima), você dificilmente dirá que ela não pode cantar. Ela canta ao vivo tão bem quanto a maioria das outras estrelas do seu ramo. Ouça-a cantar uma balada acústica, ela canta bem pra caramba.
Ela pode desafinar durante as músicas agitadas, mas isso ocorre com todos. Britney Spears pode ter arrasado em sua performance no Billboard Awards essa semana, porém ela realmente cantou ao vivo?
Além disso, Avril escreve suas próprias músicas desde os 15 anos – a maioria de suas canções podem não ser ‘Imagine’ [John Lenon], mas isso ainda é mais do que muitos de seus colegas podem dizer. Tampouco ela é pretensiosa.
Ian McKellen a ama, e você não pode discordar disso. Em 2007, ele disse que Avril “é uma cantora punk, uma valquíria pós-grunge com a alma ferida de um poeta e a combatividade explosiva de um canadense”.

 

2. “Ela é antiquada e está fora de moda”

 

01Seus álbuns vendem mais que seus singles hoje em dia, pelo menos no Reino Unido. Ela não está exatamente em evidência. As pessoas ainda acham que ela aparenta estar da maneira como ela surgiu em 2002, em seu skate, com roupas góticas, e que ainda canta sobre festejar pela noite a fora.
Certo, ela ainda faz um pouco disso. Mas ela amadureceu ao longo dos últimos 15 anos. Sempre que ela aparece em uma premiação, as pessoas sempre comentam com surpresa o quão glamourosa ela está, como se ela tivesse surgido de um dia pro outro com um look totalmente novo. Não, ela tem sido assim por um bom tempo.
Quanto a suas músicas – sim, o seu mais recente álbum “Avril Lavigne” ainda possui um número de músicas sobre nunca crescer e ter um verão vadio, mas isso é o que ela faz de melhor. E ela as fez soar atual, não mais o estilo pop punk das músicas do Blink-182. O álbum também está cheio de baladas sinceras e poderosas que deixariam Taylor Swift orgulhosa. Falando em Taylor…

 

3. ”Girlfriend a arruinou para mim”
 
02Uma grande parte do ódio por Avril parece ter começado quando ela teve um enorme sucesso com o poder-pop estilo Joan Jett no hino ‘Girlfriend’, em 2007. Talvez a música foi muito popular  sendo tocada várias vezes, ficando até um pouco irritante. Mas foi um exemplo perfeito do tipo de pop que era popular naquele momento, e deu a ela um enorme hit. Você comprou o single.
No entanto, se Taylor Swift lançasse a mesma música hoje (apesar de não estar muito distante de ‘Shake It Off’ ou ‘We’re Never Ever Getting Back Together’), provavelmente a música seria um sucesso ainda maior e ela não seria criticada por isso. E Taylor teve uma mudança em seu estilo musical ainda maior que Avril! Você pode pensar que Avril ‘já deu’, mas isso não é apenas a rota usual para jovens popstars? Basta olhar para Miley.

 

4. “Ela não se importa com seus fãs”
 
Isso parece resultar de um artigo do Buzzfeed em que podemos ver Avril em meetings and greets com seus fãs (que pagaram uma quantidade razoável em dinheiro para ter o privilégio), com a distância de um braço entre eles. Não ficou bom, e ela foi ridicularizada por isso. Até mesmo Taylor Swift curtiu uma publicação no Tumblr sobre as supostas diferenças entre as fã-bases.
No entanto, enquanto as fotos são muito reais, também não é uma representação justa de como Avril trata seus fãs. Avril respondeu com um post que mostra claramente um monte de vezes em que ela esteve próxima de seus devotos, incluindo imagens dos mesmos M&G falados anteriormente:

Se Taylor estava jogando ‘shades’ para Avril, as duas resolveram qualquer mal entedido, e cantaram juntas durante a última turnê de Swift.

 

5. “Ela era uma poser do punk”
 
03Olha quem fala. A) Pop punk estava na moda quando ela surgiu e B) ela tinha 17 anos, é claro que ela iria aderir ao estilo.
Enquanto sua música pode ter reflexos do pop-punk, ela sempre deixou claro que ela nunca se considerou punk. “Fui rotulada como uma menina com raiva, rebelde… punk. Eu não sou assim. Gosto de ouvir um monte de música punk-rock e você pode até notar uma certa influência do punk na minha música. Eu gosto de música agressiva, mas o suficiente pop-rock, que é o que eu realmente faço”, disse ela.

 

6. “Ela parece ser fria”

 

Novamente, você provavelmente está pensando nela quando ela ainda era uma adolescente malcriada. Mesmo assim, na verdade, ela não era tão malcriada assim.
Em entrevistas, ela é muito doce e amigável, e não se envolve em brigas fúteis com outros cantores – ao contrário de alguns outros. Você sabe quem eles são.
Ela também esteve envolvida com muitas instituições de caridade ao longo dos anos, incluindo a Amnesty International, a Special Olympics, Make-A-Wish, War Child e YouthAIDS. Ela lançou a Avril Lavigne Foundation, em 2010, para ajudar jovens com doenças graves e deficiência.


7. “Ela é casada com Chad Kroeger. Ponto final”

 
Agora, isso é só maldade. Não comecem com o ódio pelo Nickelback, nós já lidamos com isso.

 

Concluindo:
 
Se você deixou Avril de lado em 2003, ela merece uma segunda chance. Se você mergulhar em seus últimos álbuns – especialmente o Goodbye Lullaby ou o Avril Lavigne –  e você gosta de qualquer coisa vindo de Taylor Swift, Kelly Clarkson ou Demi Lovato: você está perdendo. E ela é bem legal também.

 

 Leia o artigo original, em inglês, aqui.




7.459 views