Warning: include_once(framework/qode-framework.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/avril892/public_html/wp-content/themes/bridge/functions.php on line 46

Warning: include_once(): Failed opening 'framework/qode-framework.php' for inclusion (include_path='.:/opt/php56/lib/php') in /home/avril892/public_html/wp-content/themes/bridge/functions.php on line 46
Entrevistas Archives - Avril Bandaids Brasil

Entrevistas

01 mar “Estou voltando um pouco para as minhas origens” – Avril Lavigne assina com a BMG e planeja novo álbum para este ano

Foi uma longa jornada! Após anunciar no final do ano passado um novo álbum para 2017 e haver indícios de sua saída da Epic Records, Avril Lavigne anunciou hoje sua mais nova gravadora, BMG, e ainda compartilhou, em primeira mão, novos detalhes sobre seu sexto álbum de estúdio para a Billboard norte-americana. Leia abaixo a matéria traduzida: Dez anos depois da semana de lançamento de Girlfriend, seu primeiríssimo single a alcançar o primeiro lugar na Billboard Hot 100, Avril Lavigne tem grandes notícias para os fãs. A cantora e compositora pop assinou um contrato com uma nova gravadora, BMG, e planeja lançar um álbum antes do final de 2017 - seu sexto álbum desde 2013 com seu trabalho autointitulado. "Eu desafiei a mim mesma como compositora e eu queria escrever sobre assuntos em que eu não havia tocado antes" - Lavigne conta à Billboard por e-mail de seu processo por trás do novo álbum. "Há o tema amor, mas muitas dessas músicas são sobre a vida. Eu tive muitas experiências nesses últimos anos e algumas músicas simplesmente vieram a mim. Conceitos e letras estavam surgindo e eu pegava meu celular para cantar em notas de áudio e pôr no papel minhas letras." Perguntada se tem uma data de lançamento em mente para o álbum, a natural de Ontário de 32 anos responde: "Quando estiver pronto, haha. O que será logo." O progresso, contudo, está bom até agora: "Estou trabalhando nas faixas finais. A BMG e eu estamos agora escolhendo o produtor certo para este projeto." Muitos podem ainda associar Avril com o pop-punk do começo dos anos 2000, mas os artistas que cita atualmente como inspiração não poderiam estar mais distantes desse cenário: "Gosto de ouvir Ed Sheeran e Shawn Mendes - artistas que demonstram suas habilidades vocais e de composições. Ouço muito Billie Holiday, Frank Sinatra e Jazz." Ela diz que, no novo álbum, vão vê-la "voltando um pouco as minhas origens...

Read More

03 out Diretor de Charming fala sobre Avril Lavigne em nova entrevista: “Ela veio pronta para a ação, e é naturalmente muito engraçada.”

Já se passaram mais de 12 meses desde o anúncio de que Avril Lavigne se juntaria para o elenco do filme Charming para dublar a personagem Branca de Neve. Ontem, nosso site-irmão Avril Bandaids divulgou uma entrevista realizada com o diretor da animação, Ross Venokur, o qual divulgou novos detalhes sobre o processo de gravação, a escolha de Avril para o elenco e como foi trabalhar com a cantora, e também outras curiosidades sobre o universo de Charming. Leia na íntegra a entrevista traduzida por nossa equipe. Como você pensou que seria trabalhar com Avril, o que você esperava? Francamente, eu não tinha ideia do que esperar de Avril. Eu nunca sei o que esperar de qualquer voz de celebridade com quem trabalho. Eu não a conhecia antes. Como a maioria, eu só a conhecia por meio de sua música. Eu estava vagamente ciente de que ela havia gravado para a animação Over the Hedge (Os Sem Floresta). Estou empolgado em dizer que trabalhar com Avril foi uma experiência realmente agradável. Ela veio pronta para a ação, e ela é naturalmente muito engraçada! Ela tinha um ponto de vista muito forte sobre sua personagem (Branca de Neve) e também sabia como atuar com ela. Avril me deu uma tonelada de opções, tudo que um diretor poderia pedir de qualquer ator. Além disso, foi um prazer trabalhar com ela. Nós tivemos um ótimo tempo juntos, e eu tinha material mais do que suficiente para começar a animar. O que você acha que foi mais difícil para Avril durante as gravações de suas falas? Ela enfrentou algum obstaculo? Honestamente, não houve problemas. Definitivamente nós nos divertimos e tentamos diferentes ideias para diferentes falas. Talvez ela tenha ficado um pouco nervosa quando chegou a hora de fazer "os esforços" - eles são os grunhidos, gemidos e sons de ação como lamentações, choros e risadas. Na minha experiência, quase todo mundo fica nervoso durante as risadas e choros por algum motivo. Eu digo "por algum motivo", mas eu ficaria nervoso todo o tempo em que estivesse que atuar sozinho na cabine [de gravação]. Estou sempre impressionado com a qualidade dos atores e performers. Avril, é claro, uma artista muito experiente, do tipo que se sente em casa quando está diante de um microfone. Então foi realmente natural para ela. Mas as risadas nos "atrapalhou" por um momento, até que isso nos levou a uma risada impressionante, que agora é um dos meus momentos favoritos de todo o filme. Você vai saber do que estou falando quando ouvir!  Você acha difícil trabalhar com dubladores sem muita experiência? Tudo depende do ator. Dublar é definitivamente muito diferente de atuar. Obviamente, você não precisa contar com nenhuma expressão ou linguagem de corpo - você tem que dominá-los com sua voz e apenas esperar que, quem quer que esteja animando, faça o resto. Felizmente, tivemos a combinação perfeita com grandes atores e incríveis animadores, liderados pela estrela do rock em animações Jason Ryan (Shrek, Madagascar, Kung Fu Panda). Avril havia dublado em uma animação antes, e como eu disse, ela foi direto ao ponto em seu papel. Foi uma experiência totalmente fácil e divertida para mim. Qual é seu personagem favorito no filme? Essa não é uma pergunta justa! Amo todos por diversos motivos. Amo o Encantado (Wilmer Valderrama) e a Lenore (Demi Lovato), e não é só porque minha esposa deu a ideia para o nome. Lenore é uma heroína independente, alguém que eu estou empolgado para minhas filhas verem em ação. Encantado é um adorável e ignorante jovem que tem muito a amadurecer, então há muita diversão nele para se ver. Mas as princesas me mataram de rir pela modo de como vamos brincar com os espectadores de como eles esperam que Cinderela, Bela Adormecida e Branca de Neve serão. E depois têm os rouba-cenas, como o Oráculo (Sia), a Fada Madrinha (John Cleese) e o Homem Cabra (Jim Cumming). Eu poderia continuar listando todo mundo. Sério, eu amo todos os personagens e fui abençoado por ter um elenco insano como este! Você gostaria de trabalhar futuramente em algum projeto com a Avril? Você está brincando? Sim! Num piscar de olhos. Você soube de algo sobre ela querer trabalhar comigo novamente? Porque seria incrível!  Avril gravou suas falas com sua voz normal ou ela a modificou um pouco para dar um tom mais original a Branca de Neve? Avril modificou um pouco sua voz para capturar a comédia da personagem e de suas parceiras, Cinderela e Bela Adormecida. Na verdade, foi mais uma coisa de cadência [harmônia na disposição das palavras] do que algo na voz em si. Por quanto tempo as gravações duraram? Geralmente, são sessões de duas a quatro horas para cada ator. Avril fez duas sessões e também gravou Trophy Boy [saiba mais aqui]. O vocalista do Fall Out Boy, Patrick Stumph, escreveu a música para o filme, então em seu DNA há aquela pegada pop-punk, apesar de ser bem hilária. Combinação perfeita para Avril! Você mencionou que os atores reescreveram algumas falas. O quanto eles contribuíram  com o script? Em geral, eles dublavam conforme estava escrito, para que eu tivesse o que era necessário na edição. Mas sempre que alguém queria tentar algo diferente, nós gravávamos também. Como escritor/diretor, não há nada melhor que um ator me surpreender com uma fala melhor ou uma nova piada. Quando voltamos para a edição a ideia era: sempre fazer o que era melhor para o filme. Então, se alguém previu alguma fala melhor por algum motivo, nós a usamos. Avril modificou algumas de suas falas para que sua personagem soasse mais firme. Seus instintos são fantásticos. Por que você escolheu Avril para este filme e por que especialmente para ser a Branca de Neve? Devo muito as escalações do elenco a Wilmer. Ele foi o primeiro a sugerir a Avril para mim como uma das princesas. Aceitei o mais rápido possível. Wilmer se encontrou com Avril e ela imediatamente ficou animada para ser apenas e exclusivamente a Branca de Neve. Ela estava clara de que era a princesa ideal para ela. É bem melhor para o diretor quando os atores possuem uma conexão especial com seus papeis. Todo o processo de escalação da Avril foi bem fácil para mim, tudo graças a Wilmer. Como foi trabalhar com outras estrelas como Demi Lovato, Ashley Tisdale e G.E.M? O filme foi um sonho louco pra mim. Todos com quem falamos nos disseram "sim", e todos são grandes estrelas. Demi é uma pessoa tão doce com um forte senso de humor e um excelente timing cômico, além de cantar uma música incrível no filme escrita pela Sia! Quero dizer, insano, não é? Ashley veio e arrasou com sua parte. Eu a amei como Candice no desenho Phineas e Ferb, então estava animado em trabalhar com ela. Além disso, tenho três filhas, então eu tenho cantado músicas de High School Musical há mais de uma década. Foi um prazer trabalhar com G.E.M também - ela estava fazendo seus diálogos em uma segunda língua [a cantora é chinesa], foi incrível de se ver! E Sia! Qual é...

Read More

30 jun Avril Lavigne se emociona em nova entrevista para o Good Morning America

Na última sexta-feira, Avril Lavigne esteve em Los Angeles, Califórnia, para realizar sua primeira entrevista televisionada deste ano. A exatas quatro semanas para seu retorno aos palcos, a cantora conversou com Jesse Palmer, apresentador do programa matinal Good Morning America, sobre sua batalha que vem enfrentando contra a Lyme desde o ano passado e a dificuldade em encontrar um diagnóstico preciso para a doença. "Foi o pior momento da minha vida", declarou a canadense. Emocionada, Avril falou sobre o apoio que recebeu dos fãs durante todo o processo: "Eu sentei na minha cama e assisti aos vídeos do fãs e fiz exatamente o que eu estou fazendo agora. Chorei com a coisa toda." Esta é a segunda oportunidade de Lavigne em divulgar mais sobre a doença em rede nacional. Em Abril, Avril foi entrevistada brevemente por telefone sobre sua saúde, durante a estreia do videoclipe de Fly - também no GMA. A entrevista, exibida na manhã desta segunda, 29, você já pode conferir no vídeo abaixo totalmente legendada pela nossa equipe: ...

Read More

13 jun Avril Lavigne é entrevistada pela ABILITY Magazine, leia a entrevista traduzida

Avril Lavigne está na capa da edição deste mês da ABILITY Magazine, onde concedeu uma pequena entrevista falando um pouco mais sobre a doença de Lyme, contraída em Abril do ano passado, seu trabalho com a The Avril Lavigne Foundation e mais. Bastante positiva, a canadense também não deixou de comentar seus próximos passos, o que inclui o retorno da sua linha de roupas, Abbey Dawn, e também um filme! Confira a tradução na íntegra: O que te motivou a começar uma fundação? Desde o início da minha carreira, a Fundação Make-A-Wish  me dizia que haviam pessoas que queriam me conhecer, então eu ia aos hospitais para ver as pessoas que estavam doentes ou que tinham uma deficiência. Foi muito comovente e me fez querer começar a minha própria fundação. Eu a criei em 2010. Todos os anos, no meu aniversário, nós temos uma campanha de arrecadação de fundos. No ano passado, no meu aniversário de 30 anos, arrecadamos dinheiro para 30 atletas irem para as Special Olympics. Isso é demais! É, sim. Eu tenho feito programas em parceria com a Easter Seals e enviei um monte de crianças para acampar. Quando eu os visitei, eles estavam tão felizes que eu pensei 'Meu Deus, eu tenho que me envolver!'. Nossa melhor e mais recente parceria é com a Special Olympics, porque compartilhamos uma missão semelhante. Eu escrevi essa música inspiradora, Fly, há uns dois anos atrás para a minha fundação - é sobre erguer as pessoas e dize-las para não desistirem, não importa quão difícil estão as coisas. No iTunes, todo o dinheiro arrecadado com a venda do single vai para a Special Olympics. Eu também gravei um clipe com os atletas sendo os protagonistas. Estamos negociando em uma performance minha nos Jogos Mundiais da Special Olympics, em Los Angeles. Isso deve ser divertido. Sim! O vídeo com os atletas da Special Olympics foi filmado em Los Angeles? No Canadá. Quatro dos 30 atelas que estou patrocinando vão participar dos Jogos em Los Angeles. Há também a corrida de revezamento da tocha, eles vão tocar Fly nela. É bem legal! Isso parece ótimo! A Special Olympics possui excelentes instalações e eles fazem um trabalho surpreendente. Estou muito feliz com essa parceria. Tenho certeza que eles também se sentem assim. Você tem enfrentado alguns desafios recentemente. Você se sente confortável em falar de quando obteve o diagnóstico da doença? Foi um processo longo e frustrante, mas eu sempre soube o que eu tinha. Fui a inúmeras salas de emergência, visitei vários médicos e especialistas e ninguém podia me dizer o que era, mas eu continuava dizendo: 'Eu sei que é Lyme'. E eles me diziam 'Não, as pessoas não contraem isso.' Finalmente eu fui em um especialista em Lyme e obtive o diagnóstico. Foi um alívio finalmente ter uma resposta. Como você está agora? Estou bem. Tem sido uma longa jornada. Tenho estado em tratamento por vários meses e ainda tenho mais alguns pela frente. Muito em breve eu estarei 100% recuperada e isso vai ficar para trás. Meu médico disse que estou superando a doença mais rápido do que ele imaginou. Sou muito grata porque eu só a tive sete meses antes de receber um tratamento. Há um monte de pessoas que possuem o Lyme há anos e alguns têm que se tratar por anos. Meu tratamento será de, provavelmente, cerca de nove meses. Essa experiência me deu muito tempo de descanso e perspectiva. Vou sair dela muito mais forte e experiente. Tenho sido capaz de continuar com meus projetos, como lançar Fly, e trabalhar com a Special Olympics. É algo que eu tinha planejado há mais de um ano atrás e está acontecendo agora, por isso, está funcionando bem. Por curiosidade, qual tratamento você está fazendo? O vírus se transforma em múltiplos organismos. Você deve usar diferentes antibióticos para matar as formas variadas, porque é um vírus inteligente que sofre mutações. Você não pode usar somente um antibiótico. Eu estive usando alguns em uma receita feita especialmente para mim. As pessoas deveriam sempre consultar seus médicos. Minha médica na realidade teve a doença. Eu acho que provavelmente ela é a melhor por aqui. Quando fiz meu primeiro exame, o resultado foi inconclusivo - o que normalmente significa que há algo lá. Existem vários laboratórios para se usar e vários médicos contra eles...

Read More

20 maio Avril Lavigne responde perguntas dos fãs em Q&A no Twitter

Na tarde desta terça-feira, 19, Avril Lavigne participou de um Q&A, promovido pelo Twitter do I Heart Radio, respondendo uma série de perguntas enviadas pelos fãs, inclusive da nossa equipe! Lavigne falou sobre sua marca de roupas Abbey Dawn, suas séries favoritas, sua admiração pelo irmão mais velho, Matt Lavigne, aconselhou fãs e muito mais! Confira: @ciaraschoe: Qual foi a inspiração por traz do design do seu moletom da Reveal Project? Amo todas as artes de fãs que eu vejo - ela foi desenhada por @UnitedLBS! Garanta a sua aqui: http://Revealprojectavril.com @AvrilSweden: Qual é a lembrança mais forte da sua carreira? A The Black Star Tour e a The Avril Lavigne Tour foram estupidamente divertidas! @avrilbandaidsIT: O que seus fãs significam para você? O que você mais ama neles? Que eles estão sempre lá por mim, a conexão é muito forte. Eles apoiarem meus outros projetos, como a The Avril Lavigne Foundation. Avril Bandaids Brasil: Recentemente, você tuitou que gravou uma nova música no estúdio. Você pode nos falar mais sobre ela? Não LOL! Provavelmente em um ou dois meses! (: @vhitalavigne: Mal posso esperar pela nova coleção da Abbey Dawn. Você já possui alguns designs prontos? Está vindo em breve! @belibavril: Você sabe que sua música ajuda muitas pessoas no mundo. O que você acha disso? Acho que é muito legal. É difícil de acreditar, mas faz com que criar música seja ainda melhor! @arlsunshine: Uma mensagem que você tem para os fãs que estão passando por um momento difícil em suas vidas. Não há problema em chorar, a vida é cheia de altos e baixos. Os milagres podem acontecer, então não desista! Você nunca sabe o quão forte é, até o momento em que ser forte é a sua única escolha. @ALavignePhil: O que é mais importante agora na sua vida? Cuidar de mim mesma! @AvrilLately: Você gostaria de atuar em um filme de terror algum dia? Sim, junto com outros gêneros. @AvrilFansAU: Olhando para sua coleção da Abbey Dawn, você prefere tênis, saltos ou tênis com saltos? Comprei um par de tênis com saltos outro dia, então agora eu meio que prefiro eles. @avrilpisa: Qual a primeira coisa que você faz ao acordar? Eu olho a hora, faço suco, bebo água quente de limão e tomo um banho com sais marinhos. @johnxnoeh: O que te inspirou em apoiar a Special Olympics? Eles possuem uma missão similar à da The Avril Lavigne Foundation, ambos apoiam pessoas com deficiência e trazem a luz para as suas vidas. @AvrilLavigneSay: Qual é sua banda favorita? Nirvana. @AvrilLorg: Quais são suas músicas preferidas para cantar ao vivo? I’m With You, Girlfriend e Sk8er Boi. @AbbeyRamona: Quais os tipos de filmes você gostaria de fazer? Eu AMO filmes de romance e comédia – amo filmes de garotas! @lavignettie: E o cãozinho que você disse que iria comprar? Você já está procurando novamente ou ainda não é a hora certa? Eu realmente quero um toy [tamanho do cachorro], mas acho que vou esperar mais um pouco. @AvrilFansAU: Qual foi o clipe mais divertido de ser filmado? Complicated, porque foi meu primeiro clipe e nós tivemos tantas cenas! @adan: Você está animada em performar Fly pela primeira vez? Sim, eu estou! @AvrilRLPortugal: Quem você admira? Meu irmão mais velho, ele é uma pessoa honesta, boa, trabalhador e um gênio. @Nobodysfool84: Qual é seu seriado favorito? “Orange Is The New Black” e “Downton Abbey”. @pandaricorn: Se você pudesse comer uma coisa pelo resto de sua vida, o que seria? Pizza! @AvrilRLPortugal: O que você acha que cada um de nós pode fazer para tornar o mundo um lugar melhor? Ser positivo, ser atencioso com os outros, mostrar compaixão um pelo outro. @arlsunshine: O que você mais gosta na The Avril Lavigne Foundation? Ter a oportunidade de retribuir e ajudar a iluminar o dia das pessoas. Por fim, a cantora encerrou o Q&A promovendo o Reveal Project, a mais nova parceria da canadense. O site é responsável pela venda das camisetas com a logo vencedora de Fly enviada pelos fãs no concurso cultural promovido pela The Avril Lavigne Foundation no mês passado. Assim como as vendas da música, todos os lucros obtidos com as vendas das camisetas serão doados para a Special Olympics. Para mais informações, clique aqui....

Read More

16 abr “Significa muito pra mim”, diz Avril Lavigne sobre sua nova música, Fly!

Faltando exatos 100 dias para o início dos Jogos Mundiais de Verão 2015 da Special Olympics, Avril Lavigne lançou oficialmente sua nova música, Fly, cujo dinheiro arrecadado com as vendas será doado para apoiar os atletas que irão competir nas olimpíadas. "Pessoalmente, a música significa muito para mim. É inspirada nas muitas pessoas que conheci através do meu trabalho com a minha fundação", disse Lavigne sobre a nova música. "Eles perseguem seus sonhos não importa que obstáculos encontrem pelo caminho", completou ela. Como era de se imaginar, a nova música Lavigne será uma espécie de hino das olimpíadas desse ano. Na tradicional passagem da Chama da Esperança (Flame Of Hope, como é chamada a tocha olímpica nos jogos da Special Olympics) por algumas cidades dos Estados Unidos antes do início dos jogos, Fly será tocada quando a tocha chegar em cada uma das cidades por onde passará antes de chegar Los Angeles, no dia 10 de julho. O videoclipe de Fly, lançado hoje no programa Good Morning America, foi dirigido pela própria Avril Lavigne e por Robb Dipple - amigo de longa data da canadense - , com produção de Lisa Lax e Nancy Stern, edição de Ray Conley e em parceria com Brittany Futterknechte! Assista abaixo o vídeo emocionante: Avril Lavigne já fez a parte dela, agora é a nossa vez de ajudar os atletas da Special Olympics! Compre Fly na iTunes Store clicando aqui....

Read More

08 abr Aliviado, Chad Kroeger fala pela primeira vez sobre a doença de Avril Lavigne

Após a própria Avril Lavigne revelar a todos sobre os problemas de saúde que vem enfrentando nos últimos meses, foi a vez de Chad Kroeger comentar sobre o assunto. Em entrevista a rádio australiana KIIS FM, o vocalista do Nickelback se disse aliviado por finalmente o fato ter se tornado público. “Eu estou grato pelo fato de minha mulher ter revelado isso, agora eu não preciso mais ficar desconversando quando as pessoas perguntam 'O que há de errado com sua mulher? O que há de errado com sua mulher?'. E eu apenas falava: 'Ah, ela vai ficar bem'. Agora eu penso: 'Que bom, já posso falar sobre isso'", comentou Kroeger. O canadense também revelou que Avril havia pedido para que ele não comentasse sobre os problemas de saúde dela em entrevistas: "Você pode me fazer um favor? Quando for entrevistado, poderia não falar sobre isso?". Em relação a saúde da cantora, Chad finaliza dizendo que "as coisas estão se ajeitando e definitivamente ficando melhores". O diagnóstico de que Lavigne estaria com Lyme só veio no segundo semestre de 2014, no entanto, conforme a própria cantora, a doença foi contraída em Abril do mesmo ano, quando ela ainda estava em turnê pelo mundo. Os primeiros sintomas vieram logo em seguida, levando, inclusive, ao cancelamento de um show que ela faria em Oklahoma City, em Junho do ano passado, o qual fazia parte da turnê pelos Estados Unidos junto com a banda Backstreet Boys. Na época, Chad chegou a acompanhar a turnê da esposa durante duas semanas, e disse em entrevista estar muito orgulhoso e ao mesmo tempo com inveja do talento da canadense e ele, como um marido amoroso, se "derrete" só de estar ao lado dela. As cenas dessa entrevista, você confere no vídeo abaixo - a partir dos 0:47s - que foi ao ar no E! News da semana passada falando sobre a entrevista de Lavigne a revista People. ...

Read More

07 abr Avril Lavigne conta para a Billboard seus planos após a doença de Lyme

Após abrir o jogo para a revista People sobre a doença de Lyme que a deixou de cama por cinco meses, Avril Lavigne conversou, em uma nova entrevista com a revista norte-americana Billboard, sobre seus futuros “projetos de paixão” - de acordo com ela - após os problemas de saúde que a afastou dos holofotes e de sua carreira. A cantora também confirmou o lançamento do novo single em apoio a Special Olympics, Fly, para o próximo dia 16 de Abril e que os fãs podem esperar por um videoclipe especial estrelado pela canadense e com a participação dos atletas olímpicos. “Originalmente eu queria que ela fosse uma produção mais pop, e então eu a desfiz. Eu queria que fosse mais despojada, deixar o vocal conduzir a música”, contou ela sobre a música para a revista. Avril também menciona o desejo de lançar uma nova música, composta no conforto de sua cama apenas com um violão, quando os primeiros indícios de melhora do Lyme surgiram. Um álbum natalino e a participação em um filme também estão inclusos na lista da canadense. Leia a tradução completa logo abaixo: Após falar sobre o caso severo da doença Lyme que a deixou de cama e deixou seus fãs preocupados por meses, Avril Lavigne está pronta para discutir o futuro da sua carreira. A cantora-compositora de 30 anos vai se desviar do padrão do lançamento do álbum coincidindo com uma turnê para focar em “projetos de paixão,” como Lavigne colocou para a Billboard. “Eu não parei de trabalhar desde que eu tinha 15 anos,” diz Lavigne, que revelou na história de capa da última semana da revista People a batalha contra a doença de Lyme – contraída por meio de uma picada de carrapato na última primavera – a deixando de cama por cinco meses. “Apenas por ter tido esse momento inativo, tempo que passei com a minha família, tem sido realmente bom para mim apenas dar um passo para trás, olhar a minha vida e poder realmente ver esteve lá por mim quando eu precisei deles. Eu tive muito tempo para apenas pensar e eu nunca estive tão esclarecida, ou tão próxima da minha família. Então, há muita coisa boa que veio disso. E seguindo em frente, eu realmente estou clara daquilo que quero para a minha vida.” O primeiro de tudo para Lavigne é “Fly”, o novo single marcado para ser lançado em 16 de Abril que está associado às Special Olympics 2015, em Los Angeles de 25 de Julho à 2 de Agosto. Todo o dinheiro arrecadado com a venda da música serão doados para a Special Olympics, além do lançamento de um videoclipe estrelado por Avril e os atletas das olimpíadas. Lavigne disse que escreveu “Fly” há aproximadamente dois anos, para a Avril Lavigne Foundation, sua própria fundação sem fins lucrativos criada em 2010. A fundação anteriormente foi parceira da Easter Seals para promover programas de recreação para jovens com deficiência, e em 2014, a cantora fez sua primeira colaboração com a Special Olympics para ajudar arrecadar fundos para enviar 30 atletas aos jogos desse ano. “A música é realmente inspiradora e significa muito para mim e se encaixa naturalmente com as olimpíadas,” contou ela sobre o lançamento. Quanto à música em si, que Lavigne esperar cantar na cerimônia nesse verão, ela diz que “Fly” foi escrita com um “piano, orquestra e bumbo. Originalmente eu queria que ela fosse uma produção mais pop, e então eu a desfiz. Eu queria que fosse mais despojada, deixar o vocal conduzir a música.” Lavigne disse que sua recente batalha contra a doença deu um empurrão para ela prosseguir com seus projetos que estavam fora de sua zona de conforto, com os quais ela se sente empolgada. Seu mais recente álbum, o quinto álbum auto-intitulado, foi lançado em 2013, mas seu acompanhamento adequado deverá esperar por sua primeira coleção de uma data comemorativa. “Eu sempre quis fazer um álbum natalino, mas nunca tive tempo,” ela disse. “Mas agora é: ‘você sabe o que é, apenas faça!’ porque é algo que eu realmente quero fazer, então será a próxima coisa que farei.” Enquanto isso, Lavigne está pronta para fazer seu retorno às telonas após sua aparição no filme de Richard Linklater, Fast Food Nation, em 2006. “Eu realmente quero trabalhar em um filme,” ela disse. “Eu tenho algumas coisas a caminho agora mesmo, mas é claro que eu não posso falar [o filme]. Estou resolvendo algumas coisas.” E para aqueles que se preocupam que o coração de Avril não está definido para gravar novas músicas, não tenha medo: a veterana do pop disse que no dia em que ela começou a se sentir melhor da doença, ela pegou seu violão e escreveu uma música em sua cama. “Isso tudo está acontecendo de forma orgânica – eu não estava pensando ‘oh, quando eu farei um novo álbum?’. Simplesmente aconteceu,” ela contou. “Escrevi uma música e eu quero lança-la esse ano também, porque é sobre minha batalha e a luta que eu tive para me reerguer.” Todos esses planos, é claro, dependem da saúde de Lavigne: depois que a cantora deu a dica sobre estar sofrendo de uma doença desconhecida em Dezembro, ela esperou até a semana passada para revelar que teve problemas para falar, se mover e respirar enquanto batalhava contra a doença de Lyme por meses. Lavigne disse que está se sentindo “muito bem” ultimamente e, agora que a notícia está em todo lugar, ela planeja trazer conscientização sobe a doença nos próximos meses. “Eu sinto que tenho a responsabilidade – não posso simplesmente sentar minha bunda na cadeira e não fazer nada,” disse Avril. “Eu preciso falar sobre a doença Lyme porque é real,  está lá fora. Foi uma simples picada de inseto e isso pode acontecer com qualquer um. As pessoas precisam saber sobre isso porque não tem sido muito falado sobre isso e muito do que é informado é confuso.” Por mais difícil que tenham sido os últimos meses para a cantora, Lavigne disse que ter desacelerado sua carreira, após lançar cinco álbuns em 11 anos, e achar tempo para perseguir suas paixões resultou em um ganho líquido para ela. “Estou fazendo as coisas na minha velocidade e nunca sobrecarregada, como estive no passado,” ela disse. “Eu realmente quero aproveitar tudo, porque a vida é boa. E mesmo que a circunstância seja lamentável, eu acho que há muita positividade nisso tudo. Eu definitivamente estou escolhendo olhar por esse lado.” Confira a primeira foto promocional de Avril Lavigne para a Special Olympics 2015 aqui. Leia a matéria original aqui....

Read More

07 abr “Pensei que ia morrer”: Avril Lavigne fala pela primeira vez sobre seus problemas de saúde para a revista People

Após quatro meses no escuro - desde que Avril Lavigne anunciou estar enfrentando problemas de saúde -, a canadense finalmente falou abertamente sobre a doença que a fez se distanciar dos holofotes por um bom tempo. A cantora concedeu uma entrevista exclusiva para a edição de Abril da revista People revelando, pela primeira vez, que foi diagnosticada com a doença de Lyme, muito comum na América do Norte e na Europa, a qual a deixou de cama por cinco meses. Transmitida por carrapatos, a doença causa sintomas de forte gripe, inchaço, fadiga, náusea, dor nas articulações e entre outros sintomas. Avril conta que começou a perceber os primeiros sintomas em Abril do ano passado, mas só foi diagnosticada com Lyme apenas em Outubro do mesmo ano. 80% recuperada, Lavigne diz que está pronta para seguir com a sua vida, isso inclui o lançamento do single Fly, previsto para ainda esse mês. Leia a entrevista completa: Em uma manhã fria de Março nas florestas canadenses, Avril Lavigne coloca as pernas sobre ela e se acomoda no sofá roxo gigante em sua sala de estar, enquanto os hectares de pinheiros e bétulas do lado de fora reunem uma leve camada de neve. Nos últimos cinco meses, a popstar de 30 anos, tem se escondido no seu isolado refúgio, em Ontario, que ela compartilha com o marido Chad Kroeger, lutando para recuperar sua saúde, enquanto surgiam especulações sobre o porquê de seu desaparecimento. Agora, Lavigne está finalmente pronta para explicar porque ela desapareceu: na primavera passada, uma picada de carrapato lhe deu um caso grave da doença de Lyme, que a deixou de cama e desesperada por respostas. Às vezes, "Eu me sentia como se eu não pudesse respirar, eu não podia falar e eu não podia me mover", diz Lavigne à People. "Eu pensei que estava morrendo." Percebendo que havia algo errado Em Abril do ano passado, quando ela estava em turnê, Lavigne começou a se sentir mal. "Era dia 11 de abril e eu me lembro de acordar encharcada e com febre", ela diz. Partindo do princípio de que tinha a gripe, ela tomou remédio para resfriado, mas seus sintomas pioraram. "Eu tinha fraqueza total e fadiga. Uma noite eu tentei escovar os dentes no ônibus da turnê e não conseguia nem ficar de pé." Ela procurou a ajuda do médico que indicou desidratação e exaustão devido a turnê. "Eu estava como, ‘não’", diz a cantora canadense que tem trabalhado sem parar desde o seu primeiro álbum platina, Let Go, em 2002, quando ela tinha apenas 17 anos. "Eu venho fazendo isso há tanto tempo e eu nunca me senti assim antes." Após sua última aparição em público, Setembro de 2014, ela tentou comemorar com amigos seu aniversário de 30 anos, em Las Vegas. “Foi terrível,” ela relembra. "Eu não conseguia comer e quando fomos para a piscina, eu tive que sair e ir deitar na cama", ela contou à People. "Meus amigos perguntaram: 'O que há de errado?' Eu não sabia." A condição de Lavigne piorou - ela não conseguia se livrar da letargia e tontura; seu corpo doía cada vez mais e, uma vez estrela-energética, logo ela percebeu que era uma luta simplesmente para se movimentar. Enfim, dois amigos que estavam familiarizados com a doença de Lyme sugeriu que ela poderia ter contraído a doença transmitida por carrapatos. Mas a conseguir um diagnóstico certo não foi fácil. "Eu tive que lutar", diz Lavigne. "Eu tive médicos me dizendo que eu estava louca, mas eles não queriam me provar. Tive que aprender sobre isso completamente sozinha", fazendo pesquisas na Internet. Depois de vários meses - e um punhado de visitas em salas de emergência e consultas com vários médicos – a sua suspeita foi confirmada quando ela foi avaliada por um especialista da doença. "As pessoas realmente não falam sobre a doença e a ajuda pode ser minúscula", diz Lavigne. "Eu não tenho nenhuma ideia onde eu consegui a picada do carrapato ...

Read More